3 MILHÕES de postos de trabalho dizimados somente no setor de bares e restaurantes



SÃO PAULO, 26/03/2020 — O setor de bares e restaurantes emprega 6 milhões de pessoas no Brasil. Metade dessas pessoas estão na iminência de perderem seus empregos devido à histeria coletiva causada pela mídia mainstream em conjunto com os politiqueiros.

Esses cidadãos esperam algum alento vindo do presidente Jair Bolsonaro, é o que afirma Paulo Solmucci, presidente da ABRASEL (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes).

Um estudo mundial indica que estabelecimentos do setor suportam cerca de 16 dias de paralisação no faturamento. Depois desse prazo, não só os postos de trabalho serão perdidos. Bares e restaurantes entrarão em processo de falência. No cenário mais otimista, se perdurar a proibição de funcionamento do comércio, dentro de 30 a 40 dias o setor de bares e restaurantes terá 3 mil postos de trabalho dizimados.

O decreto do governador tucano João Doria que forçou o fechamento dos estabelecimentos em 24/03/2020, agravou a situação financeira dos bares e restaurantes que já experimentava queda de faturamento na ordem de 70% há uma semana. Se a ajuda do presidente Bolsonaro não vier nos próximos dias o caos será inevitável no setor dentro. Solmucci espera alguma novidade positiva, segundo disse em entrevista para CNN Brasil, para hoje, 26/03/2020.

Assista ao vídeo:



Posts Relacionados

Deixe um comentário

error: Content is protected !!