1 – Eles costumavam enviar crianças pelo correio

O sistema de encomenda postal nos Estados Unidos começou em 1913, e quase que imediatamente as pessoas começaram a testar os limites de quais “pacotes” poderiam ser enviados. Em meados de janeiro daquele ano, o Sr. e a Sra. Jesse Beauge, de Glen Este, Ohio. perceberam que seria mais barato enviar seu filho para visitar sua avó via encomenda postal do que comprar um bilhete de trem. Eles pagaram 15 centavos de dólares em selos. O chefe dos correios rapidamente proibiu a prática, mas as pessoas continuaram contornando as regras, incluindo o envio de um bebê para a avó (um destino popular para as crianças, ao que parece). (Fonte)






2 – Enviar escravos para a liberdade

 

Esta pode ser a fuga mais engenhosa da escravidão. Henry Brown afirmou que teve uma “visão celestial” para enviar a si mesmo para um lugar onde não havia escravos. Em 29 de março de 1849, Brown enfiou-se em uma caixa de madeira (com a ajuda de um amigo), e a caixa foi enviada para a casa do abolicionista James Miller McKim, na Filadélfia (EUA), chegando 27 horas depois. Ele defendeu a fuga, o que fez com que a Lei do Escravo Fugitivo fosse aprovada em 1850.






3 – Um gato vivo

 

 O gato pouco antes de sua viagem através do sistema pneumático de correio. 

Em Nova Iorque (EUA), de 1897 até 1953, a correspondência era entregue por meio de uma complexa série de tubos pneumáticos, enviando cilindros a 35 mph para seus diversos destinos. Para o evento inaugural, o serviço de correios enviou uma Bíblia, um grande pêssego falso, e, por razões desconhecidas, um gato. De acordo com uma testemunha que escreveu sobre isso em 1931, o gato chegou atordoado, mas ileso. (Fonte)






4 – Um edifício bancário

 

Em 1916, William H. Coltharp estava indo construir um banco em Vernal, Utah (EUA). Os tijolos que seriam usados na construção estavam 127 quilômetros de distância, em Salt Lake City, e ele calculou a melhor maneira de enviá-los – todos os 80.000 tijolos foram entregues via correio dos EUA.
Ele embalou os tijolos em engradados, perfazendo um total de 40 toneladas. Os correios de Utah reclamaram, mas, de fato, entregaram todo o “edifício”. No entanto, isso levou o chefe dos correios a limitar o peso por pessoa podendo enviar até 200 libras por dia. “Não é a intenção do Serviço Postal dos Estados Unidos, que edifícios sejam enviados através do correio”, escreveu o Administrador Geral. (Fonte)






5 – Um Esqui, um martelo e uma caixa com peixe podre como parte de um “experimento”

 

Apesar de todas essas regulamentações, o correio ainda era razoavelmente tolerante quando se tratava do envio de itens estranhos. Um grupo de cientistas alegres e brincalhões da revista Improbable Research resolveram testar esses limites em 2000, com uma experiência postal. Eles enviaram uma variedade de diferentes itens categorizados como valioso, sentimental, de difícil controle, injustificado e nojento para ver quais seriam entregues. Eles incluíram um esqui, um dente humano, um balão de hélio, peixe podre em uma caixa, e um coco fresco. 18 dos 28 desses itens foram de fato entregues ao seu destinatário (incluindo o esqui).

 

 

FONTE





Posts Relacionados

Deixe um comentário

error: Content is protected !!