12/06/2020 — A Revista Oeste descobriu que o Ministério da Saúde já distribuiu mais de 4,3 milhões de comprimidos à base de cloroquina aos Estados e municípios para o enfrentamento à epidemia de Vírus Chinês.

O uso da Hidroxicloroquina recebeu diretrizes formuladas pelo Ministério da Saúde. Desde então, a pasta passou a recomendar o medicamento para o tratamento precoce de pessoas contaminadas pelo coronavírus.

Concentrando o maior número de casos da doença no país, o Estado de São Paulo também foi o que mais recebeu medicamentos à base de cloroquina até o momento. A Secretária de Saúde de São Paulo recebeu, ao todo, 986 mil comprimidos.

No entanto, ao ser questionada por Oeste, a pasta estadual afirmou que baniu a droga dos tratamentos contra o coronavírus no Estado. “O uso da cloroquina não é recomendado em casos leves, moderados ou graves de covid-19 pela insuficiência de evidências científicas que comprovem a eficácia do medicamento no tratamento da doença”, informou a pasta.
FONTE

Entretanto, há cerca de dois meses, em abril, Doria tentou assumir a paternidade da Hidroxicloroquina e os créditos pela potencial solução da crise causada pelo Vírus Chinês. VEJA CLICANDO AQUI





Posts Relacionados

Deixe um comentário

error: Content is protected !!