Em plena crise econômica causada pelo COVID-19 e pela negligência da classe política, os vereadores de Sumaré, município localizado à 126 km da capital paulista, aprovaram reajuste dos seus próprios salários. A votação aconteceu em regime de urgência, na sessão do dia 10/03/2020.

Enquanto exigem sacrifícios da população durante o surto do vírus chinês, os políticos se locupletam.

De acordo com a Assessoria de Imprensa da Câmara, cargo ocupado pelo vereador Willian Souza (PT), o salário dos vereadores passaria de R$ 10.799,43 para R$ 11.191,45. Fonte: artigo deletado, mas guardado em cache, do site TodoDia.com.br.

Usei no futuro do pretérito o verbo passar no parágrafo acima porque o prefeito Luiz Dalben (Cidadania) vetou em 23/03/2020 o reajuste. O veto de Dalben ainda precisa ser apreciado em sessão ordinária.

 

Assista ao vídeo da votação relâmpago:

 

Segundo é dito no vídeo acima, todos os vereadores de Sumaré votaram SIM ao aumento dos próprios salários. São Eles:

Claudio Meskan (PSB)
Décio Marmirolli (PSB)
Josué Cardozo (Solidariedade)
Dr. Champam (PSDB)
Dr. Sérgio Rosa (PDT)
Dudú Lima (Cidadania)
Edgardo José Cabral (PRB)
Fabinho (Solidariedade)
Fininho (PSD)
Hélio Silva (Cidadania)
João Maioral (PDT)
Joel (Solidariedade)
Marcio Brianes (PC do B)
Ney do Gás (PV)
Professor Edinho (Rede Sustentabilidade)
Ronaldo Mendes (PSDB)
Rudinei Lobo (PRB)
Tião Correa (PTB)
Ulisses Gomes (PT)
Valdir de Oliveira (DEM)
Willian Souza (PT)

Veja detalhes AQUI

 

 





Posts Relacionados

Deixe um comentário

error: Content is protected !!