Quem vai falar a verdade ?

Quem vai falar a verdade ?

 

Por Paulo Saab , jornalista e escritor

Um país jamais será próspero de verdade se a busca de crescimento e igualdade econômica e social, estiver lastreada numa ação voltada para tirar de uns e dar aos outros. O Brasil vive desde a primeira eleição de Lula um período em que o crescimento, as conquistas, são embasadas no fomento à luta de classes, à máxima do dividir para governar, cercada de uma parafernália de comunicação paga com dinheiro público.

O Brasil atual é uma grande mentira, onde em nome de dar melhor condição de vida para quem não tem, se tira daqueles que a conquistaram com o seu trabalho, pagando impostos, agindo com dignidade, algo que falta aos muitos governantes que transformaram nosso Brasil num valhacouto de espertos. É uma gente vestida de humilde, enquanto tira de uns e dão aos outros, cobrando taxa de intermediação das mais diferentes formas.

Mas não há um só político no exercício de seu mandato que tenha a coragem de assumir a tribuna, o microfone, uma lauda de jornal para falar alto e bom som que estamos sendo tungados como país, enquanto nos dividem,nos solapam, impõem a ditadura das minorias e nos silenciam pela anestesia das vozes contrárias, da mídia ávida pelo tesouro dos cofres públicos .

É tão bem feito o solapamento, a anestesia, que quem se atreve a falar a verdade é logo carimbado pelos slogans que os radicais adoram colar nos adversários, transformando-os em inimigos de ódio, por terem pensamento próprio e, pior, divergir do deles.

O Brasil é governado hoje, com algumas raras exceções, por pessoas sem qualificação para os cargos que ocupam. O mérito, o talento, a probidade foram substituídos pelo compadrio, pelo aparelhamento, pelo fisiologismo disfarçado, pelos interesses inconfessáveis e, acima de tudo, pela mentira ousada. E na certeza do silêncio dos inocentes, que se contentam com as migalhas que lhes atiram com bolsas destinadas a perpetuar a miséria e garantir os votos que permitem manter a conspiração contra a democracia, dela se aproveitando.

A “oposição” faze o jogo, passando ao largo do que vem acontecendo no submundo da política, jogando o jogo sujo, sem a coragem de desmascarar, com fatos e dados, os malfeitores instalados no poder.

Enquanto o poder pinta um mundo maravilhoso para os brasileiros, estes se submetem na mansidão dos trouxas, ao domínio de suas vidas, ao aprisionamento eterno na pobreza em nome de uma futura melhoria.

Só não vê quem não quer. E como tem gente que não quer ver no Brasil de hoje!Covardes. Cúmplices. Oportunistas de ocasião. Falastrões. Ignorantes. Espertalhões. Bandidos.

Toda sorte de gente mal intencionada pegou carona no Brasil de Lula, de Dilma, à espreita de uma oportunidade, em busca de seu cambalacho, na conquista de espaço à custa do dinheiro público.

A ditadura das minorias, manipuladas e sustentadas pelo dinheiro achacado dos que trabalham, está esmagando a maioria, seus valores, suas crenças e minando sua vontade de luta.

Quem vai às ruas são os bandidos. Os mascarados. Os vândalos. Patrocinados ou não, buscam também vantagens pessoais e nada defendem que não seja a anarquia – que favorece também quem está instalado no poder.

O Brasil de verdade, da gente que trabalha,produz, age de forma ordeira, pacífica, masestá sendo esmagada silenciosamente em favor do um conformismo, que permitirá mudar a ordem vigente e instalar no país a ditadura acalentada há anos. E ninguém diz nada.

Ou somos todos omissos, ou comprometidos, ou covardes.Sobra ao jornalista o epíteto de louco, por não se enquadrar em nenhuma das anteriores e sair por aí falando a verdade, quando ninguém quer ouvi-la…

 ( Via )


Máquina de cartão de crédito com as melhoras taxas do mercado

Posts Relacionados

Deixe um comentário