Fortuna de Fidel Castro ultrapassa a de algumas realezas

O Presidente cubano, Fidel Castro, é o sétimo mandatário mais rico do mundo, como relatou o mais recente ‘ranking’ pela Forbes magazine, que procura destacar os 10 governantes mais ricos do planeta. Com uma fortuna avaliada em U$ 900 milhões, situa-se acima da rainha, Elizabeth da Inglaterra e Beatriz da Holanda.

Como explicar a riqueza de Castro?

Para os criadores do ‘ranking’, a fortuna de Fidel Castro tem crescido tremendamente nos últimos anos, dados que, em 2003, só foi estimado uma riqueza de U$ 110 milhões. Dois anos mais tarde, chegou a U$ 550 milhões (uma soma cinco vezes maior).

De acordo com a Forbes, no ano passado, o patrimônio do Presidente cubano quase duplicou até 900 milhões de dólares. “Vamos supor que ele tem controle econômico através de uma rede de empresas estatais, incluindo o Palacio de Convenciones, Cimex, lojas de varejo e Medicuba, que vende vacinas e outros medicamentos produzidos em Cuba”; Assim, de acordo com especialistas, esta seria a única maneira do Presidente reunir tamanha fortuna.

Muitos rotulariam  este  fenômeno extraordinário como um virtuoso milagre, uma  manifestação de uma força superior e onipresente que transcede a compreensão humana. Não  obstante o notório ateísmo e aversão a todas as religiões , tidas por todos os comunistas como o ópio do povo, não é impossível que um Deus bondoso preocupado com o bem estar do facínora ditador de Cuba  seja o responsável pelo incremento acelerado da fortuna pessoal do tirano. O difícil é explicar a estranha coincidência do início deste “milagre” com a acensão do PT ao poder no Brasil no mesmo ano, 2003.

( Via )

 

 



Posts Relacionados

Deixe um comentário