Hoje é o último dia do IslãFest , a festa da CRUELDADE contra os animais



De 31 de agosto a 4 de setembro de 2017, o Islã celebra seu “santo” festival de crueldade animal, intitulado festival sacrificial. Todos os anos, gargantas são cortadas para este ritual da idade de pedra. Os animais sangram em agonia enquanto  crentes muçulmanos , inclusive crianças , comemoram e riem da luta em vão do animal contra a morte.

Veja abaixo no vídeo gravado no Centro Cultural Islâmico IKC em Halle no Saale , na Alemanha , ao evento de terror que foi, naturalmente, simultaneamente uma demonstração de poder dirigida a todos os “incrédulos”.

 

 

Como o Alcorão é o único livro de leis que os muçulmanos devem seguir e a nova Lei da Migração, de autoria do ex-terrorista Aloysio Nunes, impõe ao brasileiro a obrigação de se adequar aos costumes dos imigrantes, é certo que teremos, infelizmente , o IslãFest em breve no Brasil.

 

 

Os contrassensos da Nova Lei da Migração são pavios ligadas à várias cargas explosivas. Em um país que se digladia sobre o tema da vaquejada , a IslãFest será vista não só como barbárie pela sociedade cristã, mas também , por outra parcela do povo, como um privilégio dado a estrangeiros em detrimento dos brasileiros natos.



Posts Relacionados

Deixe um comentário

error: Content is protected !!