Narcoditadura na Venezuela ameaça toda a região

 

 

Comunicado do movimento Rumbo Libertad , referente aos últimos desenvolvimentos a nível internacional em torno da narcoditadura venezuelana.

“A narcoditadura de Nicolás Maduro e seus colaboradores tornaram nosso país uma ameaça para a região pelos seguintes motivos:

1.- O tráfico de drogas. O uso de nossos portos e aeroportos, o transporte de PDVSA – ar, mar e terra -, o uso de nossas fronteiras e canais de comunicação, além de estabelecer plantações de coca no nosso território, fazem desta atividade uma das principais fontes de Financiamento para o Foro de São Paulo. As FARC e o ELN são os principais grupos que têm presença no nosso país a este respeito.

2.- Terrorismo. O uso de passaportes venezuelanos, bolsas diplomáticas, a presença de campos de treinamento em nosso território e o uso de nossas embaixadas como centros operacionais para essas atividades representam um mecanismo que facilita a atividade de grupos de radicalismo islâmico como o Hezbollah e outros como a ETA em América Latina.

3.- Comunismo. O financiamento dos partidos comunistas na Ibero-América, a presença do G2 cubano em nossos órgãos de inteligência, dentro de nossas Forças Armadas, além de gerenciar nosso sistema eleitoral, políticas domésticas e, finalmente, a presença de comunistas castelos como pessoal de nossas embaixadas no mundo, Promover a convivência hostil na região.

A Venezuela é um importante centro de operações do crime organizado que desestabiliza a região, sendo um obstáculo à coexistência saudável entre as nações livres e ao fortalecimento da liberdade e do sistema político democrático. A este respeito, recebemos e acolhemos todas as iniciativas dos países da região que pretendem unir esforços para pôr fim a esta situação. Aqueles no poder não querem deixá-lo de forma alguma, porque a permanência deles representa a sua única possibilidade de viver fora de uma prisão. E há uma oposição oficial que, escondida em um falso patriotismo, rejeita qualquer apoio estrangeiro que beneficie os venezuelanos.

É por isso que propomos as seguintes iniciativas a serem levadas em consideração:

  1. Proibir a entrada de funcionários da ditadura em países em toda a América conforme proposto pela União Européia.
  2. Expulsar os embaixadores da ditadura na região, como fez o Peru.
  3. Retire seus embaixadores da Venezuela como o Paraguai e os EUA fizeram.
  4. Que a Declaração de Lima e os esforços dos Estados Unidos sejam convocados em uma iniciativa multilateral que facilite os mecanismos de saída do narcisismo na Venezuela.

Há 200 anos do nosso país, ouvimos o grito da Liberdade e hoje novamente é o que acontece. Nós ajudamos nossas nações irmãs em uma ação patriótica que está preocupada com a salvação de nossa população e nosso território. A Resistência corresponde politicamente à região da Venezuela, sendo a voz de milhões de civis e centenas de patriotas militares que visam a mesma finalidade. Reconheça em nosso compromisso, uma força política que realmente se opõe ao narcisismo.

Liberdade ou nada! “

 

 





Posts Relacionados

Deixe um comentário

error: Content is protected !!