Nicolás Maduro, Al-Qaeda,Hezbollah e as Farc são associados no tráfico de drogas, revelam principais serviços secretos do mundo

Nicolás Maduro, Al-Qaeda,Hezbollah e as Farc combinam forças para garantirem o lucro com o tráfico de drogas

Hugo Chávez (acima), e agora Nicolás Maduro, teriam usado governo colombiano para chegar a um acordo de distribuição com as Farc e ELN / Stringer/ Reuters - 21.02.10legenda

Hugo Chávez (acima), e agora Nicolás Maduro, teriam usado governo colombiano para chegar a um acordo de distribuição com as Farc e ELN / Stringer/ Reuters – 21.02.10legenda

“Hugo Chávez, e agora Nicolás Maduro, usaram o governo colombiano e seus interesses para chegar a um acordo com as Farc e com a ELN em prol de uma guerra contra o narcotráfico; quando, NA VERDADE, a sua política é de validar e garantir o plantio, a produção, a distribuição e a comercialização de drogas”, é o que revela um relatório sigiloso, de março deste ano, intitulado “Vínculos do islamismo com o narcotráfico e com o crime organizado na América Latina”, elaborado por alguns dos principais serviços secretos do mundo. E acrescenta que o governo Venezuelano é formado por mafiosos. “O regime chavista se nega a cooperar porque parte de suas autoridades fazem parte da máfia”.

E, de acordo com o relatório, o solo brasileiro é território-chave para os traficantes. “Em um Relatório da Situação do Narcotráfico publicado em 2013 pela Ameripol, afirma-se que o Brasil é o líder da rota do narcotráfico à África”, diz o documento.

A droga sai de avião de países como a Venezuela, Peru, Bolívia e Colômbia, com a participação das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e, no Brasil, grupos nigerianos colocam a droga em contêineres, em navios, ou utilizam as chamadas “mulas”, pessoas comuns que transportam ilegalmente a droga dentro de aviões.

“Apesar de muitos serviços secretos terem se passado por integrantes da Farc para tentar flagrar situações de tráfico com a rede terrorista de Bin Laden, esta é a primeira vez que se comprova a relação entre a Al-Qaeda e a guerrilha colombiana”, acrescenta o texto.

Segundo o relatório, a associação entre terroristas e traficantes latinos não segue nenhum protocolo religioso ou ideológico. “Os casos mostram a complexidade do fenômeno. Vários países, povos católicos e mulçumanos, estão envolvidos. Razões ideológicas nem religiosas importam, o que importa é combinar interesses e forças para garantir o lucro de cada parte.”

Leia o artigo completo da jornalista Victória Brotto clicando aqui .



Máquina de cartão de crédito com as melhoras taxas do mercado

Posts Relacionados

Deixe um comentário