O Twitter apoia o nazismo ? Parece que sim

 

Fiquei algumas horas sem acessar o Twitter e ao voltar encontrei uma terra arrasada. Rapidamente me deparei com notícias de que a censura guilhotinou vários perfis de ativistas de direita naquela rede social. Um dos mais conhecidos, o Gabriel Pinheiro, que era seguido até pelo humorista Danilo Gentili, teve o perfil excluído sem aviso prévio. É a segunda rasteira que o twitteiro leva da rede social em cinco dias. Em 03/06/2017 ele teve o perfil bloqueado devido à publicação de um vídeo ( CLIQUE AQUI PARA VER O VÍDEO ). Não é estranho eu ter encontrado o mesmo vídeo publicado em outros perfis lá mesmo no Twitter, sem que tenha havido qualquer punição nesses casos ? É um claro indício de que o que está ocorrendo no Twitter é perseguição pessoal.

Não sou amigo do Gabriel Pinheiro, nunca o vi , nem por foto ( a não ser que ele seja de fato sósia do Nicolas Cage ), nunca troquei sequer mensagens com ele. Eu era um mero seguidor no Twitter. Portanto o que sei sobre ele é que não havia nada no perfil dele que pudesse justificar a atitude do Twitter. Os seus tweets falavam sobre política nacional e internacional e eram entremeados com humor ácido aspergido com sarcasmo politicamente incorreto e claramente impossível de ser confundido com um posicionamento pessoal real; as crianças escravas chinesas atestam isso.

 

O Twitter apoia o nazismo

 

A única coisa clara sobre o Gabriel é que ele é um grande influenciador de direita, tanto que reconquistou mais de 6 mil seguidores em menos de 5 dias no seu segundo perfil. Parece que isso é o que basta para o Twitter. A rede social, que há tempos é acusada de estar totalmente instrumentalizada por esquerdistas, a cada dia que passa fornece mais elementos que fazem crer que ela é antidemocrática. E antidemocrática , no caso , é um eufemismo para o adjetivo que eu deveria usar para qualificar uma rede social que deleta perfis de usuários que se comportam dentro das leis vigentes no país, enquanto, por outro lado , mantém perfis de entidades que são consideradas criminosas em qualquer lugar do mundo civilizado. Um exemplo é o American Nazi Party, que tem um perfil no Twitter desde junho de 2010 e que , até o momento do fechamento deste artigo, havia publicado 4.349 tweets com as bênçãos da administração da rede social.

 

O Twitter apoia o nazismo
A tradução do status do perfil nos dá uma pista sobre a inclinação política da administração da rede social do passarinho azul, que no Brasil talvez devesse ser vermelho :

“O Partido Nazi Americano é a principal organização socialista do século XXI dos Estados Unidos”

 

 

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *