24/04/2020 — Transcrição de uma thread no Twitter do economista, empresário e jornalista Paulo Figueiredo Filho sobre a demissão do agora ex-ministro da justiça, Sergio Moro.

 

  1. Por que o Moro nomear um delegado de sua confiança como diretor da PF é “técnico” e o Presidente fazê-lo é “interferência política”?

  2. Moro, sinto, mas segundo o nosso “Rule of Law”, quem nomeia o diretor da PF é o Presidente da República. Se você queria fazê-lo, bastaria ter se candidatado em 2018.

  3. Em quase todos os governos, o chefe da polícia (órgão do poder executivo) é nomeado pelo chefe do executivo. Ora, por exemplo, até nos nossos Estados é assim. Nos EUA, idem!

  4. O único motivo para o falso espanto é que a imprensa não quer que Bolsonaro nomeie ninguém. Nunca.

  5. Não queriam que o Presidente da República escolhesse o ministro da saúde, seus embaixadores, seu AGU, o PGR, ou nem mesmo seus assessores!

  6. Por isso querem criminalizar que os chamados “Cargos de Confiança” sejam exercidos por pessoas de… confiança do Presidente!

  7. Chamam de “interferência política” o que é DEMOCRACIA REPRESENTATIVA.

  8. Curso rápido: a gente elege um REPRESENTANTE para para chefiar o governo, sob a égide da Lei e fiscalização do Parlamento. Se quebrar a lei, é impedido. Se for ruim, 4 anos depois a gente escolhe outro.

  9. Ora, é muito mais legítimo que o nosso REPRESENTANTE escolha – na forma da lei – as pessoas-chave para formarem e liderarem o seu governo, do que qualquer grupelho corporativista sem representatividade social (ex: “lístas tríplices”), burocratas, provinhas, ou o que seja.

  10. Não significa que não devamos cobrar e fiscalizar para garantir que o presidente nomeie pessoas com capacidade técnica.

  11. Mas, algum presidente desde a redemocratização nomeou subordinados com mais capacidade técnica do que este? Vejam o novo Ministro Saúde. Não é técnico?

  12. O que recomendo extrair da coletiva: o elogio ao PT (aquele governo cheio de nomeações “ténicas” kkkk ) e o anúncio de candidatura “estarei sempre aí para ajudar o Brasil”.

  13. Como diz Al Pacino em O Advogado do Diabo: “Vaidade.. definitivamente, meu pecado favorito!”.

 

 

TWITTER: @realpfigueiredo





Posts Relacionados

Deixe um comentário

error: Content is protected !!