A Liberdade venceu (?!?)

 

 
A Lei Federal 13.979 de  fevereiro de 2020 finalmente chegou ao fim. O STF finalmente enterrou em 15/06/2022 o âmparo jurídico utilizado pelos governadores e prefeitos ditadores sanitários para barbarizar o povo brasileiro enquanto diziam estar meramente combatendo o Vírus Chinês.

Governadores desviaram as verbas federais destinadas exclusivamente para o enfrentamente ao Covid-19 para colocarem a folha de pagamento em dia. Funcionários públicos estaduais estavam com salários atrasados há meses.

A corrupção prosperou como nunca. Equipamentos hospitalares foram comprados em lojas de vinhos, em empresas de produtos feitos de maconha e em puteiros. Milhões de Reais em respiradores foram comprados da China e nunca foram entregues. Hospitais descartáveis foram levantados e derrubados rapidamente, queimando assim as provas incriminatórias. Enfim, foi a festa da corja política.

Tudo isso ocorreu com a retaguarda garantida pelo STF, que concedeu liminar no penultimo dia de 2020  impedindo Bolsonaro de decretar o fim da pandemia nos estados.

PERGUNTO: Por que só agora o STF resolveu agir racionalmente?

O maior interesse do STF, que age explicitamente atendendo aos interesses de políticos, é não ter a Liberdade como assunto nas eleições 2022. Debater os últimos dois anos não interessa a (quase) nenhum político.  Irão fazer de tudo para que você esqueça o assunto.

Querem varrer os dois anos de Fraudemia para debaixo do tapete.

Assista aos vídeo:


 

 


 

 



Tarcísio de Freitas é a favor da vacinação obrigatória e da perseguição aos não-vacinados



Posts Relacionados

Deixe um comentário

error: Content is protected !!