Mais um caso de morte relacionada às substâncias experimentais rotuladas como vacinas

 

 

O médico gastroenterologista Antônio Marcos Raimondi sofreu um mal súbito e morreu em uma fila de vacinação contra a Covid-19 enquanto acompanhava a esposa. O fato ocorreu na zona sul do município de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, em fevereiro de 2021.

Antônio Marcos trabalhava como médico intensivista e era especialista em cirurgia de aparelho digestivo em uma clínica na cidade de Serrana, que faz parte da Região Metropolitana de Ribeirão Preto. Por esse motivo, havia recebido a primeira dose da substância experimental no dia 30/01/2021, em Serrana.

 

Assista ao vídeo:

 

>> FONTE





Posts Relacionados

Deixe um comentário

error: Content is protected !!