Eu moro no mesmo lugar a quase 3 anos, nunca vi tanto pedinte nos semáforos, comércio e ruas da região. Em cada farol das avenidas principais tem pessoas pedindo dinheiro.

Sábado tive que passar em três lugares, farmácia, pradaria e açougue; ambos os comércios tinha pessoas pedindo dinheiro ou algo para comer, não estou falando de pessoas sozinhas, cada comercio tinha várias pessoas, algumas com crianças, em frente a Swift tinham 2 famílias completas. Dava para ver no rosto dos pais da famílias olhares de sofrimento.

Mesmo com as dificuldades da pandemia eu e minha família não passamos por momentos tão difíceis como essas pessoas. Ai me vem algumas questões:

  • Será que a galera do fica em casa estão tendo empatia por essas pessoas como estão tendo pelas pessoas que perderam parentes para esse vírus?
  • Será que fechar tudo não está aumentando a fome das pessoas mais desfavoráveis?
  • Qual sofrimento é maior? Perder alguém ou ver sua família sentir a dor da fome e morrer aos poucos?

Não é momento de politicagem, não podemos ver apenas uma face do problemas, se você pode ficar em casa, ótimo. SE CUIDE!

Mas entenda, o problema do próximo não é menor pelo fato de ser diferente do seu. As restrições impostas pelo governo estadual não vão ajudar, só irão fazer com que um lado do problema aumente.

 



<

Tarcísio de Freitas é a favor da vacinação obrigatória e da perseguição aos não-vacinados



Posts Relacionados

Deixe um comentário

error: Content is protected !!